Com a ajuda do Minha Casa Minha Vida, adquirir o tão sonhado imóvel deixou de ser apenas um desejo e passou a ser realidade.

Afinal, comprar uma casa é o sonho de muitos brasileiros. No Brasil, sair do aluguel e ter um lugar para chamar de lar, até dez anos atrás, parecia algo impossível.

Até hoje, o programa já contemplou mais de 4,3 milhões de famílias.

Se você tem dúvidas sobre como participar do projeto e deseja conhecer mais afundo o Minha Casa Minha Vida, acompanhe as instruções que a Vibra Residencial trouxe para te ajudar!

O que é e como funciona o Minha Casa Minha Vida

Lançado pelo Governo Federal em 2009, o Minha Casa Minha Vida foi criado para sanar o déficit habitacional brasileiro. Isso porque em 2008, esse número chegava a 7,9 milhões de pessoas.

Essa iniciativa tem o objetivo de oferecer condições mais acessíveis para o financiamento de moradias em áreas urbanas para famílias com baixa renda. Tudo isso é feito através de parcerias com empresas, bancos, municípios e entidades sem fins lucrativos.

Para participar, é necessário ter uma renda mensal que não exceda o valor de 7 mil reais.

O governo divide as condições de financiamento em 4 faixas, sendo que cada uma possui uma regulamentação e taxas de juros diferentes (até R$1.800, R$2.600, R$4.000 e R$7.000).

Quem não pode participar

Além da renda bruta mensal de cada categoria como teto mínimo para o financiamento, existem pontos que determinam quem não pode participar do programa:

  • possuir algum imóvel (em construção ou não) no seu nome;
  • estar cadastrado em qualquer outro programa habitacional do governo (CDHU, por exemplo);
  • ser titular de algum financiamento para aquisição de imóvel;
  • ser funcionário ou ter cônjuge que trabalhe na Caixa;
  • estar negativado (requisito apenas para a faixa de até R$1.800,00);
  • ser arrendatário do Programa de Arrendamento Residencial (PAR).

Como participar do Minha Casa Minha Vida: passo a passo

Conheça o orçamento familiar

Antes mesmo de começar o cadastro no programa, é ideal conhecer detalhadamente o orçamento familiar.

Descobrir o total líquido e bruto dos rendimentos de quem vive na residência é fundamental. Dessa forma, é possível entender quanto sobrará para ser investido e quanto deve ser poupado para dar início ao processo.

Cadastre-se no programa

Após verificar os requisitos mínimos para se cadastrar no Minha Casa Minha Vida, é preciso ir até a prefeitura, levar os documentos necessários e se inscrever através da Secretaria de Habitação.

Informe-se sobre condições de financiamento

Obter informações sobre condições de financiamento é o primordial. Isso porque, ao financiar um imóvel, um contrato é montado e cláusulas devem ser concordadas por ambas as partes (seja banco ou instituição, etc).

As condições devem ser conversadas e é possível negociar detalhes e vantagens que facilitam o pagamento. Portanto, um consultor pode oferecer mais informações e as opções que melhor se encaixam no seu orçamento.

Ofereça um valor de entrada

No Minha Casa Minha Vida, nem sempre conseguimos com que 100% do valor do imóvel seja financiado pelo programa. Logo, o valor restante deve ser dado como entrada e negociado com a empresa ou instituição responsável pela venda do imóvel.

Portanto, é importante se planejar para dar um valor de entrada, pois pode ser necessário. Quanto maior for a quantia, menores ficam as parcelas mensais para quitar.

O FGTS é um ótimo recurso para dar de entrada, em caso de empregados com registro na carteira. Caso você seja um trabalhador autônomo, a forma de comprovar sua renda é abrir uma empresa com a denominação de Microempresário Individual (MEI).

Aprovação e assinatura de contrato

Feita a simulação do financiamento, entrega da documentação e pedido, é hora de aguardar a aprovação e assinar o contrato.

Os pagamentos mensais devem ser feitos conforme estabelecido em contrato, respeitando regras e prazos. A partir de então, basta aguardar a data de entrega do seu Vibra Residencial.

A Vibra Residencial pode te ajudar a alcançar o seu sonho!

Fácil, não é mesmo? Com o Minha Casa Minha Vida você pode conquistar a tão sonhada casa própria e deixar o aluguel no passado.

Afinal, os imóveis da Vibra Residencial fazem parte do Minha Casa Minha Vida. Para tirar mais dúvidas, entre em contato com um consultor agora mesmo através de nosso site!