Ao apresentar seus rendimentos anuais, muitas pessoas têm dúvidas sobre como declarar imóveis no Imposto de Renda

Afinal, bens como esse estão na lista de itens que devem ser declarados para que sua situação esteja devidamente regularizada na Receita Federal. 

Quer saber mais sobre esse assunto? Então confira todos os detalhes que a Vibra Residencial preparou a seguir!

Afinal, o que é o Imposto de Renda?

O Imposto de Renda é um imposto cobrado com base nos ganhos e posses de cada cidadão no ano vigente. A porcentagem é proporcional: aos que recebem salários mais altos, o imposto cobrado é maior, enquanto pessoas de renda menor pagam menos. 

Tudo o que deve passar por essa tributação anual diz respeito a ganhos como salário, aluguéis, bens como imóveis, além de investimentos e prêmios da loteria.

Ele é dividido em duas categorias, separado pelas siglas IRPF (Imposto de Renda para Pessoa Física) e IRPJ (Imposto de Renda para Pessoa Jurídica). A cobrança em ambos os casos dependerá de diferentes fatores, como renda, atividade desenvolvida e tamanho do negócio.

Como funciona o Imposto de Renda?

Como declarar imóveis no imposto de renda

Mensalmente, o valor do Imposto de Renda é cobrado no salário do cidadão e uma vez por ano é preciso fazer uma declaração desses rendimentos. É dever da Receita Federal monitorar os pagamentos e verificar se tudo está sendo feito conforme a lei.

Ao fazer sua declaração, o contribuinte deve apresentar tudo que ganhou no ano anterior, incluindo rendimentos de aluguel, investimentos, aposentadoria e bens adquiridos. 

Também é possível fazer a chamada dedução do IR, que é referente aos gastos feitos nesse período. Assim, o objetivo é abater o valor que deve ser pago e diminuir o valor da contribuição. Nesse caso, podem entrar plano de saúde, dependentes, além de contribuição na Previdência Social.

Como declarar imóveis no Imposto de Renda

No caso dos imóveis, são considerados como bens: terrenos, casas, apartamentos, chácaras, sítios, salas comerciais e lojas. 

A ficha para preenchimento para declarar imóveis no Imposto de Renda é a de “Bens e Direitos” e os apartamentos devem ser inseridos na linha 11. No campo de descrição, o ideal é colocar o máximo de informações possíveis sobre o imóvel. 

Você deve incluir, por exemplo, quando foi feita a compra, se foi financiado ou não, se sim, qual instituição financeira realizou o financiamento e detalhes como endereço, área total do imóvel e inscrição municipal. Além disso, o valor a ser inserido deve ser de compra e não o de mercado. 

No caso do financiamento, é preciso indicar tudo o que foi pago com correção de juros. Ao quitar todo o valor, basta apenas repetir os valores anteriores nas declaração do ano.

Reformas no apartamento também devem ser devidamente declaradas no IR. Para isso, é preciso preencher a linha 17 da ficha “Bens e Direitos” e comprovar notas fiscais de serviços e compras para a reforma.

Quem vendeu um imóvel também deve apresentar essa movimentação na declaração anual. É preciso, além de todos os detalhes do empreendimento, informar o CPF e CNPJ do comprador do imóvel.

Declarar seu Imposto de Renda é estar dentro das regulamentações da lei

Ao fazer todo o preenchimento do seu Imposto de Renda, analise os detalhes e procure completá-lo com o máximo de informações possíveis. Assim, você evita problemas com a Receita Federal e sua situação fica devidamente regularizada.

Agora ficou mais fácil fazer a declaração do seu imóvel no Imposto de Renda, não é mesmo? Aproveite e confira muito mais dicas como essa no blog da Vibra Residencial. Aqui nós te contamos tudo sobre estilo de vida, finanças, decoração e muito mais!